O que é lesão por esforço repetitivo e por que você deve se preocupar

Provavelmente, você já ouviu falar em tendinite ou conhece alguém que precisou até parar de trabalhar por um período para poder se recuperar. A inflamação nos tendões é um exemplo clássico de lesão por esforço repetitivo (LER).

Na maioria dos casos, a contusão está relacionada a alguma atividade no trabalho que realizamos diariamente. Hoje, o mais comum é a lesão causada pela digitação, já que muitas profissões exigem o uso do computador. É por causa do equipamento, inclusive, que tem aumentado o número de casos de doenças ocupacionais.

Progresso silencioso

Muitas vezes a lesão por esforço repetitivo se instala lentamente, provocando dores esporádicas e passando despercebida ao longo de um período. No entanto, quando é diagnosticada, a área afetada pode já estar comprometida.

As LERs com que mais se tem contato tendem a ser lesões no pulso, braço e ombro. A doença afeta principalmente tendões e músculos e é diretamente influenciada pelo nível de estresse da pessoa.

Cuidado com o espaço de trabalho

Para evitar o desenvolvimento da lesão por esforço repetitivo é preciso ajustar o ambiente de trabalho ou lazer às características psico-fisiológicas ou particularidades de cada pessoa. Por isso, especialistas alertam para o cuidado com a altura da cadeira, da mesa e do computador.

Pessoas que trabalham sentadas e em frente ao computador estão mais propensas a desencadear a LER. Nesses casos, o esforço repetitivo se dá ao digitar, usar o mouse, atender o telefone e também por causa da postura.

Posição das costas e das pernas

Em relação à postura, é importante, que as costas estejam apoiadas no encosto da cadeira. Mantenha um ângulo reto entre suas costas e o assento.

Observe também se seus pés estão totalmente apoiados no chão, que é a postura recomendada. Se não estiverem, regule a altura da cadeira ou utilize um apoio para pés.

Lembre-se de manter os ombros sempre relaxados. Isso tem bastante influência da posição dos braços.

Posição de braços e pulsos

Caso deseje usar o apoio dos braços, certifique-se de que eles não estão muito próximos ou afastados um do outro. É importante observar também que não estejam muito baixos ou altos, para não forçar o ombro.

Os pulsos devem ser mantidos retos. Não utilize o pulso como apoio durante a digitação no computador, pois isso pode provocar a compressão dos nervos do pulso. Ao digitar, mantenha-os ligeiramente levantados. Só apoie os pulsos durante as pausas de digitação.

Dicas para evitar a LER

  • A cada uma hora, dê uma pausa no trabalho. Faça uma caminhada pela sala e alongue-se
  • Faça alongamentos para ativar a circulação de sangue nos membros; 
  • Monitor deve estar a uma distância entre 50 centímetros e 70 centímetros, ou seja, depende do comprimento do seu braço. A tela deve estar regulada entre 15 graus e 30 graus abaixo de sua linha reta de visão.

Além disso, realizar atividades físicas é essencial para manter músculos e tendões saudáveis. Isso ajuda a torná-os mais resistentes à LER.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *