Areia da praia transmite doenças? Sua pele pode estar exposta

Com a chegada do verão e do calor, o movimento no litoral brasileiro aumenta. Nossas belas praias não atraem apenas o turismo nacional, mas também o estrangeiro. Essa gente toda espalhada na areia pegando um bronzeado muitas vezes nem se dá conta de que, literalmente, pode estar sentada sobre um monte de doenças!

Esse aumento de visitantes, e em consequência do lixo deixado na praia, se soma a problemas de infraestrutura, como a falta de saneamento básico em muitas cidades, bem como ao despejo incorreto de esgoto no mar. Esses fatores, juntos, podem deixar a areia da praia contaminada com parasitas e larvas.

Atenção e cuidado

Os especialistas pedem cuidado e atenção redobrada, principalmente com a areia molhada. Isso porque, muitas vezes, a umidade é indício de esgoto mal tratado. E esgoto, você sabe, pode se transformar em um depósito de bactérias, incluindo aquelas causadoras de problemas que vão de diarreia a infecções mais sérias.

Listamos as principais doenças que você pode acabar contraindo na areia da praia. Para ajudar, contamos também quais as principais medidas profiláticas, isso é, os cuidados que você deve ter para evitar se expor ao perigo.

Bicho geográfico

A areia seca pode ter parasitas e larvas, por causa das fezes de animais, em especial as de cachorros. A principal doença transmitida pela areia seca é o bicho geográfico, que pode ser contraído ao andar descalço na areia da praia.

Dentro da pele, esse verme se locomove, e o trajeto dele faz umas linhas semelhantes a um mapa na pele, o que causa muita coceira. É daí que vem o nome de “bicho geográfico”.

Além da coceira, os principais sintomas são bolhas e vermelhidão no local infectado. Pomadas e vermífugos ajudam a tratar a doença, causada pelo mesmo parasita que, adulto, causa a ancilostomose, também chamada de amarelão.

Toxoplasmose

Fezes de animais também podem contaminar a areia da praia com um parasita muito mais perigoso: o Toxoplasma gondii. Esse protozoário costuma ser transmitido por fezes de gato.

A toxoplasmose, doença infecciosa, pode causar sintomas semelhantes aos da gripe. Mas, em muitos casos, a pessoa contaminada sequer chega a desenvolver os sintomas, então o tratamento recomendado é apenas acompanhar a evolução com um(a) especialista.

A doença é grave, no entanto, para pessoas com sistema imunológico frágil, e em especial para grávidas. Isso porque nenhum medicamento mata o protozoário. Quem tem fragilidade imunológica pode, como sintoma, apresentar convulsões e confusão mental, por exemplo.

Grávidas, por sua vez, correm o risco de abortar. Para os fetos, a situação é ainda mais crítica. Não tratada, a doença pode gerar sequelas neurológicas, anormalidades motoras e perda (em diferentes graus) de visão.

Cuidados com os olhos

O contato da areia com o olho pode causar irritações, como o desenvolvimento de conjuntivite. Além disso, os olhos podem ficar sensíveis a queimaduras do sol e também a problemas em função do filtro solar.

Para aliviar a irritação, o mais indicado é o uso de soro fisiológico. O uso de água corrente e também colírios com remédio não é recomendado nesses casos.

Especialistas sugerem estar sempre de óculos de sol e evitar tocar nos olhos com as mãos sujas.

Outros cuidados

Além de não andar descalço e não mexer nos olhos com as mãos sujas de areia, outros cuidados ajudam a evitar as doenças que podem estar à espreita na areia da praia. Os principais deles são:

  • Não cobrir o corpo com areia;
  • Não comer algo que tenha caído na areia;
  • Usar sempre canga ou toalha na hora de sentar.

Quando não tiver opção e precisar andar descalço na praia, opte por fazer isso perto da água do mar, pois tende a levar os microorganismos embora. Você também pode ajudar todo mundo e evitar que seus animais contaminem o local de lazer da sua família e de outras famílias: deixe seus pets em casa na hora de ir à praia.

Perigo não só na areia

Lembre-se, também, de que não é só na areia que os parasitas podem encontrar você. Especialmente no verão, a estação mais quente do ano, o contato direto com água da piscina e o próprio suor podem desenvolver alguns problemas.

Entre as principais doenças doenças de pele bem comuns nesse período do ano estão micoses, brotoejas, manchas e sardas brancas e acne solar. Assim como as doenças que você pode contrair na areia, esses problemas de pele do verão também têm cuidados simples para evitar o contágio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *