Transtornos de Ansiedade e o que você precisa saber sobre eles

A ansiedade é um sentimento comum quando há uma entrevista de emprego em vista, um bebê a caminho, uma prova importante. Mas o transtorno de ansiedade é caracterizado por apreensão e/ou medo prolongados, em situações cotidianas, e que resultam em dificuldade – se não impossibilidade – de seguir uma rotina diária normal.

Segundo a Organização Mundial da Saúde, uma em cada 13 pessoas no mundo sofre com a ansiedade. Nos Estados Unidos, por exemplo, a estimativa é de 40 milhões de casos por ano, o que inclui 8 em cada 100 crianças e jovens.

Mais do que uma emoção momentânea, a ansiedade compreende sintomas mentais que causam estresse e, na maioria dos casos, impedem as pessoas de seguir a vida no ritmo que desejam. Preocupar-se com questões cotidianas a ponto de não conseguir lidar com elas, quase todos os dias, e não conseguir seguir com a rotina diária em função disso é um dos principais indícios.

Grupo de condições

O termo “transtorno de ansiedade” engloba algumas condições mentais. O que a maioria das doenças tem em comum é, justamente, a preocupação e/ou o medo excessivos com coisas que as pessoas ao redor consideram “pequenas” ou “sem motivo algum”.

E o “preocupar-se demais”, no sentido do transtorno de ansiedade, é deixar de fazer coisas em função desse sentimento. É sofrer e sentir-se incapaz de superar um ou vários medos.

A ONG Anxiety.org sugere um processo de autoavaliação para quem está na dúvida se deve procurar um especialista. Consistem em questionar-se a causa da ansiedade e avaliar se o motivo e a resposta a tal motivo são proporcionais.

Sintomas comuns

Além do medo e/ou do excesso de preocupação, a ansiedade costuma causar problemas para dormir. Em algumas pessoas, aparece com tensão muscular ou formigamentos nas extremidades (mãos e pés).

É comum também sentir-se inquieta(o), sentindo-se incapaz de se acalmar. Em alguns casos, a pessoa fica se questionando ininterruptamente sobre um tópico, situação, ou sentimento.

Irritabilidade e cansaço vão completando a lista. Dificuldade de concentração ou a sensação de que a cabeça está vazia são outros sintomas.

Comportamentos compulsivos também podem aparecer associados a transtornos de ansiedade. Embora o Transtorno Obsessivo Compulsivo (TOC) seja uma condição distinta, comportamentos compulsivos podem surgir como uma forma de fugir à tensão gerada pela ansiedade.

Se você sente-se desse modo há pelo menos seis meses, ou reconhece os sintomas em outra pessoa, a recomendação é procurar um médico. Os indicados são psicólogos(as) e psiquiatras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *