"Amigo Anônimo": robô no Facebook ajuda na busca por grupos de apoio

Pensando em formas de enfrentar o alcoolismo, o grupo Alcoólicos Anônimos (AA) criou o “Amigo Anônimo”, um robô do messenger do Facebook que ajuda a identificar características de alcoolismo. O Amigo também utiliza tecnologia de geolocalização para facilitar a busca de grupos de apoio próximos aos usuários.
Mais de três milhões de pessoas morreram por alcoolismo em todo o mundo em 2016. O dado, divulgado pela Organização Mundial da Saúde, alerta para a necessidade de prevenção da doença e também para criação de ferramentas que ajudem a diminuir os casos.
O lançamento do robô do AA também marca os 70 anos do grupo no Brasil. Para conversar com o Amigo Anônimo, basta acessar o link do Messenger, do Facebook.

Histórias e apoio

“Sou um robô. Um robô feito de 70 anos de histórias sobre alcoolismo.Todas elas coletadas de gente como eu. Membros do Alcoólicos Anônimos”, diz o vídeo produzido pelo AA para divulgar a novidade. Compartilhar dificuldades e vitórias é uma das atividades realizadas nos grupos presenciais.
 
O vídeo de lançamento do Amigo Anônimo também alerta sobre a importância de buscar ajuda. Ao contrário da noção popular de que “é fácil parar de beber quando quiser”, o AA ressalta a relevância da rede de apoio.

Sigilo também virtual

A ideia é que quem tenha qualquer problema com bebida alcóolica possa entrar em contato com o Amigo Anônimo, contar sua história e ouvir histórias semelhantes às suas. Para incentivar a participação em grupos presenciais, o robô usa o GPS para ajudar a encontrar um grupo próximo ao local de onde a pessoa está escrevendo.
Assim como nos grupos presenciais, o AA garante que a conversa realizada com o robô via Facebook também é sigilosa. As histórias contadas pelo robô também são contadas sem identificar as pessoas.
Quem não tem Facebook, pode encontrar os grupos de apoio presenciais no site do AA. A página permite pesquisar por bairros e até por pontos de referência.

70 anos de histórias

O AA foi trazido para o Brasil por um americano, Herberth L. D. (Herb), e até hoje mantém as bases do movimento criado nos Estados Unidos. O publicitário viajou ao Rio de Janeiro para um contato temporário e pediu ao AA de sua cidade natal onde encontrar um grupo no Brasil. Embora alguns detalhes da história não sejam claros, Herb acabou fundando o que é considerado o primeiro AA brasileiro, na capital fluminense.
Os grupos são autofinanciados e trabalham com os chamados Doze Passos, uma trajetória com etapas ao longo das quais a recuperação vai tomando forma. O AA ainda tem Doze Tradições e Doze Conceitos que perpassam a prática.
Atualmente, são cerca de 4,9 mil grupos em todo o país. Nos encontros, os participantes compartilham experiências e a ideia é que – juntos – consigam se manter sóbrios e vencer o alcoolismo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *