Bebês: 9 cuidados nos primeiros meses de vida

Tão pequenos e ainda frágeis, os recém-nascidos requerem cuidados especiais. Como tudo é novidade, sempre surgem dúvidas de como o bebê deve dormir, como dar os primeiros banhos, os motivos de tantas cólicas e, ainda, de quanto em quanto tempo amamentá-lo.

Confira nove cuidados essenciais para se ter com os pequenos desde a sala do parto até o primeiro mês em casa.

1) Amamentação

A primeira amamentação deve ocorrer, de preferência, na sala do parto, logo depois que o bebê nasceu. Mesmo que o pequeno não sugue o peito, especialistas destacam que é importante estimular o contato.

O bebê que é alimentado apenas com o leite materno não precisa obedecer a um intervalo de tempo específico entre uma refeição e outra.

O melhor é a livre demanda: o bebê demonstrou que está com fome, ofereça o seio.

O tempo da mamada pode variar de bebê para bebê, logo, não tem um tempo ideal e pré-determinado. Caso o bebê se engasgue durante a refeição, deite-o no colo com a barriga para baixa e a cabeça mais baixa que o tronco. Dê tapinhas leves em suas costas, até que ele vomite o alimento. É muito importante cuidar para que o bebê não enrole a língua para dentro. Por isso, abra a boca dele e confira. Se a língua tiver enrolado, puxe-a com o dedo.

Alimentado, o bebê precisa arrotar. Para isso, coloque-o em pé apoiado sobre seu ombro e dê “tapinhas” bem leves nas costas. Caso não funcione, pode-se deixar o bebê de lado, sobre o lado direito.

Quando é realizado o aleitamento materno exclusivo não é necessário dar água ou outros líquidos para o bebê, inclusive no verão. Isso porque o leite da mãe supre essas necessidades.

2) Sono

Uma das dicas mais importantes é preparar o local onde o bebê vai passar a noite. A criança não pode dormir na cama dos pais. Nas primeiras semanas, pode ficar em um carrinho ou em um berço no quarto dos pais, mas pediatras ressaltam que o bebê não deve ir para a cama.

Além disso, é preciso cuidar a posição do bebê. Até o quinto mês de vida, deve dormir sempre de barriga para cima. Caso esteja em um berço ou carrinho, é preciso evitar objetos de decoração dentro do espaço de fechado, como bichos de pelúcia e também travesseiros e cobertores, pois podem sufocar a criança.

3) Choro

O bebê chora em situações em que tem algo o incomodando: frio, calor, fralda úmida ou quando está com fome. Na forma de chorar, a criança, normalmente, aponta o que está sentindo.

Mães e pais de primeira viagem podem ter certeza de que será fácil diferenciar o choro da fome dos demais. O choro de fome é inconsolável.

4) Posição no colo

Ao segurar o bebê, cuide para que a cabeça esteja mais elevada que o resto do corpo. Como o pescoço do pequeno ainda não tem força para se sustentar, é preciso segurar a cabeça com as mãos.

5) Banho

Desde o primeiro dia de vida, o bebê deve tomar banho. A limpeza deve ser feita com água morna e sabonete neutro, como o de glicerina.
Não se deve limpar os ouvidos do recém-nascido com água. Após o banho, o ideal é passar a própria toalha ou um cotonete de maneira suave na parte externa da orelha. Já os olhos devem ser limpos durante o banho com algodão e água.

O umbigo também pode ser molhado. Contudo, após secar o bebê, é indicado limpar o umbigo com com álcool a 70% e cotonete, da base para a ponta do coto. É normal sair um pouco de sangue. Normalmente, o resquício do cordão umbilical cai até o 15º dia de vida.

6) Fraldas

Diferente do que a maioria pensa, não é preciso trocar a fralda toda vez que o recém-nascido faz xixi. Na hora de trocar, use algodão e água morna, evitando sempre os lenços umedecidos, que contém químicos que podem irritar a pele do bebê.

7) Visitas

Os médicos indicam visitas apenas após o primeiro mês de vida. Mas, caso queira receber alguém, certifique-se que a pessoa esteja saudável.

Além disso, nesses primeiros dias, o ideal é que sejam visitas curtas, de cerca de 15 minutos. Peça que seus convidados lavem as mãos antes de tocar no bebê.

A casa, inclusive na hora da visita, deve ser silenciosa e tranquila. O bebê está acostumado com o útero da mãe, um ambiente de paz.

8) Passeios

Nos primeiros dias, é bom evitar os passeios. O ideal é que o bebê só vá para rua quando for para uma consulta com o pediatra.
O contato com diversas pessoas pode baixar a imunidade do recém-nascido. Além disso, locais movimentos e com barulho podem estressá-lo.

9) Exposição ao sol

As crianças só devem ficar expostas ao sol após a primeira consulta com o pediatra. E atenção: são apenas 15 minutos, e nas pernas.
Como a pele do recém-nascido é muito delicada, a exposição deve ocorrer em períodos em que o sol é mais fraco. Nessas horas, há menos raios ultravioleta.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *