Bioplastia: conheça o procedimento estético que não exige cirurgia

A bioplastia é um tratamento estético de preenchimento da pele, utilizando uma substância chamada PMMA. O procedimento, conhecido também como “cirurgia plástica sem bisturi”, pode ser realizado pelo dermatologista ou cirurgião plástico.

A técnica de preenchimento pode ser aplicada em qualquer região do corpo. No entanto, é mais indicada em pequenas áreas, como o rosto – onde é possível aumentar o volume dos lábios, uniformizar o queixo, o nariz ou eliminar marcas da idade.

É um procedimento econômico, se comparado às cirurgias plásticas e que pode ser realizado de forma rápida.

O que é PMMA

O polimetilmetacrilato, ou PMMA, é um tipo de plástico que deve ser aplicado em pequenas quantidades. Isso porque alguns produtos disponíveis no mercado são de baixa qualidade e, em alta quantidade, pode gerar complicações, inclusive a morte.

O PMMA só deve ser usado com a prescrição de um(a) especialista e nas quantidades recomendadas. Por isso, ressalte-se, é importante consultar um(a) médico(a) para realizar a bioplastia.

Bioplastia é segura?

O procedimento da bioplastia é seguro. No entanto, por ser um implante definitivo, pode causar algumas complicações, como a formação de nódulos, enrijecimento da região, infecção, alergias, dor e até rejeição do organismo.

Em geral, a indicação é que ele seja usado apenas em procedimentos de reparação de alguma deficiência. Uma(um) especialista pode avaliar cada caso e determinar a viabilidade da bioplastia.

Como é feita a bioplastia

Para fazer a bioplastia é necessário realizar uma anestesia local. Depois, aplica-se uma injeção contendo PMMA –  material aprovado pela Anvisa, que é compatível com o organismo humano.

É importante destacar que o preenchimento com PMMA é um procedimento estético ambulatorial, ou seja, deve ser feito em ambiente hospitalar.

O Conselho Federal de Medicina alerta que essa substância só deve ser usada em pequenas doses. Além disso, pacientes precisam estar cientes dos riscos antes de optarem pelo procedimento da bioplastia.

Em que partes do corpo pode ser feita a bioplastia

O PMMA aumenta o volume da região e também age sustentando a pele. Por isso, a bioplastia é mais comum em regiões do rosto. No entanto, a aplicação do produto na bioplastia também pode ser realizada em locais como nádegas e mãos, por exemplo.

Bochechas

A bioplastia nas bochechas pode corrigir imperfeições da pele e dar volume à área.

Nariz

No nariz, o preenchimento com PMMA pode ser usado para afinar e levantar a ponta do nariz, assim como diminuir a base do órgão.

Queixo

A bioplastia no queixo ajuda a diminuir imperfeições e corrigir algum tipo de assimetria.

Lábios

A aplicação de PMMA no local serve para aumentar o volume dos lábios;

Nádegas

Nas nádegas, o procedimento estético pode ser usado para levantar o bumbum e dar mais volume. Por ser uma área grande, tem mais chances de complicações.

Mãos

A bioplastia nas mãos ajuda a dar mais elasticidade para a pele e a disfarçar as rugas.

A Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica indica que essa técnica seja usada apenas em plásticas reparadoras, como em pessoas portadoras do vírus HIV, já que ficam com deformações devido à medicação. A técnica também é muito útil para pessoas com a Síndrome de Romberg, caracterizada pela ausência de tecidos e atrofia da face.

Complicações

O procedimento traz riscos à saúde se aplicado em grande quantidade ou diretamente no músculo. Isso porque, nessas condições, pode se espalhar para outras regiões do corpo.

Segundo o Conselho Federal de Medicina (CFM), quando usado em grandes quantidades, o PMMA tem resultados imprevisíveis a longo prazo, podendo causar inflamações, nódulos necrose e até a morte.

Como é difícil retirar totalmente o produto do corpo, em casos de vazamento, o preenchimento com PMMA só deve ser usado para tratar pequenas áreas. E, reitere-se, por profissional da área médica.

As principais complicações da bioplastia são inchaço e dor no local da aplicação, além de infecção e morte dos tecidos onde o PMMA é aplicado. Adicionalmente, pode causar deformações no corpo, quando mal aplicado.

Nas primeiras 24 horas após a realização do procedimento, a pessoa pode apresentar vermelhidão, inchaço ou alteração da sensibilidade no local da bioplastia. Nesses casos, deve-se ir ao pronto-socorro o quanto antes.

Além disso, às vezes, o produto é injetado em camadas profundas e, se ocorrer alguma complicação, não garantias de que pode ser retirado totalmente do corpo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *