Será que você está grávida? Veja 8 sintomas das primeiras semanas

Muitas mulheres só desconfiam de uma possível gravidez depois do atraso da menstruação. No entanto, há uma série de outros sintomas que o corpo começa a dar quando começa a se preparar para receber um bebê.

Muitos deles podem ser sentidos já nos primeiros dias de gestação. Independente de a expectativa ser por um “positivo” ou “negativo” no teste, alguns sinais podem alertar a mulher sobre a possível chegada de mais uma pessoa na família.

1) Atraso menstrual

O sangue da menstruação nada mais é do que a camada repleta de vasos sanguíneos formada na parede interna do útero para receber o embrião. Caso não haja fecundação, essa proteção é eliminada ao final do ciclo.

É por isso que o atraso menstrual é o sinal mais comum de que uma gravidez pode ter sido iniciada. Se não há sangue, é porque o útero recebeu o embrião que esperava.

Entretanto, estresse, ansiedade e até mudanças no método contraceptivo também podem fazer a menstruação demorar um pouco mais para descer, mesmo para quem costuma ter o ciclo regular. Por isso, é importante sempre procurar orientação médica em caso de dúvida.

2) Pequenos sangramentos

Assim como a privação de menstruação, pequenos sangramentos também podem ocorrer nos primeiros dias de gestação. Quando são indício de bebê a caminho, geralmente esses sangramentos têm cor escura.

Isso ocorre porque algumas mulheres têm o chamado “sangramento de nidação”, provocado no momento da fixação do embrião à parede do útero. Mas atenção, pois não são todas as futuras mamães que apresentam o sintoma.

3) Sonolência e cansaço

O sono excessivo e o cansaço também estão entre os principais sintomas do início da gravidez. Eles podem aparecer já na primeira semana após a fecundação, em função da alta concentração de progesterona no organismo nesse período.

4) Maior frequência urinária

A vontade constante de urinar é um dos sintomas que começa a acompanhar a mulher nas primeiras semanas da gestação. E não vai embora tão rápido: geralmente, continua ao longo de toda a gravidez.

A partir da sexta semana, já é possível notar uma maior frequência urinária, provocada pela ação dos hormônios. Isso tende também a ocorrer no final da gestação, quando há uma uma maior compressão da bexiga pelo útero.

5) Prisão de ventre

As idas ao banheiro aumentam por um motivo, mas diminuem pelo outro. Isso porque ainda no primeiro trimestre da gravidez a mulher também começa a ter mais dificuldades para defecar.

O sintoma geralmente vem acompanhado do inchaço abdominal. Ele ocorre devido à ação da progesterona, que reduz o trânsito intestinal, e por isso o bolo alimentar demora mais tempo para percorrer todo o caminho até ser eliminado.

6) Náuseas e enjoos

Outro sintoma bem comum nas primeiras semanas de gestação são as náuseas e enjoos. Eles começam a aparecer a partir da segunda semana e geralmente se estendem ao longo de todo o primeiro trimestre.

O mal estar ocorre devido à elevação dos hormônios envolvidos na gravidez. O principal é o Beta HCG, que causa aumento da produção de saliva e leva ao desconforto abdominal.

Para a maioria das mulheres, os enjoos e vômitos costumam ser mais frequentes no período da manhã. Isso não exclui, porém, casos em que possam ocorrer em períodos distintos ao longo do dia.

É preciso atenção caso os episódios de vômito se repitam muito seguidamente, principalmente, após as refeições. Esses sintomas recomendam a busca de orientação de sua(seu) obstetra. Isso porque enjoos e vômitos frequentes são indícios de um quadro de hiperêmese gravídica, o que pode afetar o desenvolvimento do bebê.

7) Aumento e sensibilidade das mamas

Nas duas primeiras semanas após a concepção, já é possível começar a sentir as mamas mais sensíveis ao toque, inchadas e até mesmo doloridas. Esses sintomas são resultados da ação do estrogênio e da prolactina, que agem sobre as glândulas mamárias, preparando-as para produzir leite.

8) Aréolas mais escuras

É também nos seios que poderá ser notado outro sintoma que costuma dar as caras logo no início da gravidez. As aréolas mamárias, os círculos de coloração diferente ao redor dos mamilos, ficam mais escuras.

Isso acontece por dois motivos. Primeiro, devido ao aumento da produção de melanina pelo corpo da mulher durante a gravidez. Depois, pela maior vascularização nesta região.

Além de ficarem mais escuras, as aréolas também podem apresentar pequenas protuberâncias em sua volta. Mas não preciso se preocupar: são apenas as glândulas sebáceas que de desenvolvem para ajudar a pele da região a se manter mais hidratada.

Exame de farmácia ou consulta médica

Essa lista de sintomas é ótima para ajudar a identificar os indícios de um(a) bebê a caminho. Mas é bom lembrar que os primeiros sintomas da gravidez variam de mulher para mulher e podem até passar despercebidos.

Com cinco dias de atraso menstrual já é possível confirmar a gravidez por meio de testes de farmácia, que são confiáveis, mas não unânimes. Por isso, se você teve uma relação sexual sem proteção e desconfia que esteja grávida, procure, assim que possível um médico ou uma médica obstetra.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *