Liberação Miofascial: entenda os benefícios da técnica no alívio de dores musculares

Sabe aquela dor muscular que aparece sempre que voltamos para a academia ou iniciamos um novo treino ou uma nova atividade física? Pois então não se engane, pois ela também acompanha os atletas

E uma das formas de aliviar esse incômodo e continuar com os treinos é a Liberação Miofascial, uma técnica de massagem capaz de revigorar qualquer um, desde os atletas profissionais aos amadores.

Como é feita?

A Liberação Miofascial consiste em aplicar uma profunda pressão em alguns pontos do corpo com o objetivo de liberar a tensão da fáscia, uma espécie de membrana que envolve os músculos. 

Essa massagem é realizada por meio de manobras lentas e contínuas que podem ser feitas com rolos de espuma, bastões, bolinhas de tênis e até com as mãos. É importante que a técnica seja realizada apenas por um profissional capacitado, como o caso de um(a) massoterapeuta. 

O que é fáscia?

A fáscia é o conjunto de tecido, nervos e vasos sanguíneos que envolvem os músculos e órgãos como se fosse uma capa. Essa membrana que fica logo abaixo da pele tem muitas funções. Além de sustentar e dar forma às estruturas do corpo, ela é essencial para a força muscular, pois ajuda o músculo a se contrair e a deslizar entre outros músculos, coordenando os movimentos. 

De modo geral, a fáscia é naturalmente maleável, mas, quando sofre lesões ou estresse por má postura, excesso de exercícios ou sedentarismo, fica rígida. Quando isso ocorre, surgem as dores, que podem desencadear doenças mais graves como fibromialgia, desvios posturais e problemas circulatórios.

É exatamente para ajudar a fáscia a voltar a seu estado natural que a liberação miofascial atua. Por meio desse procedimento, ocorre um realinhamento do corpo, que permite que a fáscia retorne à densidade adequada e que os tecidos tenham flexibilidade e elasticidade. 

Benefícios da Liberação Miofascial

A massagem de liberação miofascial tem inúmeros benefícios, tanto para atletas profissionais quanto para esportistas amadores. Ela é uma técnica capaz de aliviar e prevenir dores musculares, melhorar a postura, aumentar a flexibilidade, estimular a circulação sanguínea, além de ampliar o raio de ação dos músculos e evitar lesões por esforço repetitivo.

A liberação miofascial pode ser realizada pré ou pós treinos. Quando feita antes, ajuda a preparar a densidade da musculatura para a prática da atividades física e ainda a aumentar a elasticidade do tecido, prevenindo lesões. E quando realizada depois, auxilia na recuperação muscular, diminuindo a dor tardia – aquela que vem no dia posterior ao treino – torções e encurtamentos. 

Quem pode fazer?

Além dos atletas pessoas de todas as idades e estilos de vida também podem se beneficiar com a liberação miofascial. A técnica é indicada para a maioria dos pacientes, exceto para os que fazem uso de medicamentos anticoagulantes, tenham problema vascular, feridas, hematomas, infecções, febre e fraturas, além das grávidas no primeiro trimestre.

É sempre bom consultar seu médico para ter certeza de que você está apto(a) a fazer a massagem. Assim como é importante também procurar um massoterapeuta para a realização do procedimento da forma correta.