O que pode causar a afta e como tratar

A afta é uma pequena bolha que pode surgir na boca, garganta, gengiva ou língua, causando dificuldades para comer e falar. Chamada tecnicamente de estomatite aftosa, ela é oval e normalmente branca, ou levemente amarelada, com as bordas avermelhadas.

Em geral, as aftas surgem de forma isolada, mas também podem vir em grupos. Diferente do que muitos pensam, a afta não é contagiosa.

As feridas maiores, com mais de um centímetro de diâmetro, podem permanecer até seis semanas. Já as menores, com menos de um centímetro de diâmetro, tendem a desaparecer em até dez dias.

O que causa afta?

Especialistas ainda não sabem a causa exata das aftas. Há indícios de que elas podem ser desencadeadas por infecções virais ou bacterianas.

Além disso, algumas situações favorecem o aparecimento destas bolhas. Por isso, é preciso atenção.

Deficiência nutricional

A deficiência de algumas vitaminas, como a B12, podem favorecer o aparecimento de aftas. Falta de minerais como zinco e ferro, ou de folato, também entram nessa lista.

Para suprir a quantidade diária dessas substâncias é preciso consumir alimentos de origem animal, como carnes, leite e ovos. Quem opta pelo vegetarianismo ou veganismo pode fazer a reposição de outras maneiras. Lembre-se de que é importante procurar orientação de um nutricionista.

Estresse e ansiedade

O estresse e a ansiedade podem deixar o sistema imunológico mais frágil e suscetível a infecções. O que, combinado com o ressecamento da mucosa da boca, pode favorecer o aparecimento de aftas.

Nesses casos, o ideal é procurar ajuda de especialista para conseguir lidar com o estresse e a ansiedade. Você também pode buscar praticar exercícios físicos, já que eles também ajudam com a situação.

Doenças inflamatórias do sistema digestivo

Quando as aftas aparecem com muita frequência, pode ser que a causa seja alguma inflamação no sistema digestivo, como estomatite aftosa. É comum problemas no estômago, por exemplo, refletirem em machucados na boca.

Isso porque devido à acidez do estômago pode ocorrer a perda do tecido da mucosa oral, provocando dor e desconforto.
Além disso, o surgimento de aftas pode estar relacionado a feridas causadas por mordidas ou aparelhos dentários e também ao consumo de alimentos ácidos.

Genética

O surgimento de aftas está, ainda, relacionado à genética. Cerca de 30% das pessoas que desenvolveram aftas têm casos na família.

A relação pode ser devido aos costumes alimentares e de ambiente. Afinal, há tradições que são passadas na família, embora não estejam literalmente inscritas nos genes.

Herpes causa afta?

Existe um mito de que o vírus herpes causa aftas. Mas essa ideia é apenas isso, mito. Aftas não são causadas pelos vírus herpes. Inclusive, é por isso que não são contagiosas – o vírus, sim.

Sintomas da afta

Os sintomas da afta podem, algumas vezes, surgir antes bolha. É comum sentir algum tipo de queimação na região afetada, por exemplo.

Em alguns casos, quando as aftas aparecem em grande número, pode haver dificuldade no consumo de alimentos e líquidos, principalmente os ácidos. Gânglios no pescoço, cansaço e febre são outros sintomas possíveis.

Tratamento

As aftas pequenas, que são as mais comuns, normalmente não precisam de tratamento específico, pois desaparecem em até dez dias. No entanto, em alguns casos casos há dificuldades para se alimentar nesse período.

Para ajudar a aliviar a dor, pode-se realizar bochechos com medicamentos anti-inflamatórios e analgésicos. Em um copo de água morna, coloque meia colher de chá de sal e realize o bochecho por cerca de 30 segundos. É preciso cuidado para não engolir a substância.

Além disso, pode ser para aplicar anestésicos locais, com sprays.

Outra aliada do combate à afta é a pomada analgésica para uso oral. O ideal é aplicar a pomada na região afetada à noite. Assim, o medicamento “gruda” na boca e age durante o sono.

Em casos graves, pode ser necessário um tratamento com remédios vendidos sob prescrição médica. A receita vai depender da origem do problema – como excesso de acidez no estômago, por exemplo.

Como aliviar a dor da afta

Independentemente da gravidade da afta, algumas medidas podem ser adotadas para aliviar o incômodo e, em caso de tratamento medicamentoso, facilitar a ação dos remédios.

  • Evitar alimentos ácidos;
  • Evitar alimentos quentes;
  • Evitar alimentos apimentados;
  • Escovar os dentes de forma suave;
  • Deixar o gelo dissolver na boca, aliviando a irritação.

Vale lembrar: se você tem aftas demais, grandes ou com muita frequência, procure auxílio médico.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *