Saiba como prevenir a má digestão

Azia, tosse seca e refluxo. Quase metade dos brasileiros apresenta algum desses sintomas – todos relacionados à má digestão, de acordo com uma pesquisa inédita da Federação Brasileira de Gastroenterologia (FBG).
Entre os sintomas, o mais relatado pelos brasileiros é a azia – sensação de queimação no peito. O que mais incomoda, por sua vez, é o refluxo, quando o conteúdo do estômago volta para o esôfago e pode ser sentido na garganta.
Além dos sintomas, o levantamento aponta o impacto da má digestão no dia a dia das pessoas. Para 93% dos entrevistados, os sintomas causam prejuízos na vida profissional e pessoal. Do total, 74% dizem que a qualidade do sono é afetada.
“Atrapalha a qualidade de vida. Sabíamos que era muito frequente, mas não tínhamos ideia de que quase metade da população apresentava (má digestão) – e quem mais sofre são as mulheres. Tínhamos o interesse em descobrir até para ajudar essa população”, resume o presidente da FBG, Flávio Quilici, em entrevista ao jornal O Estado de São Paulo.

Perfil

A pesquisa elaborou o perfil do paciente que possui problemas de má digestão. A maioria é mulher, jovem e com sobrepeso. Em alguns casos, também fumante.
De acordo com Quilici, a mulher é mais sobrecarregada no ponto de vista social: trabalha, realiza as atividades domésticas, é responsável pela manutenção da qualidade da família e ainda cuida dos filhos – o que desencadeia também os sintomas da má digestão. “Ela é muito mais sobrecarregada em responsabilidades do que o homem”, explica o especialista.

Alimentos prejudiciais

Algumas comidas ajudam a provocar os sintomas da má digestão, como alimentos fritos ou gordurosos, além de refrigerantes. Comida condimentada e alimentos secos (como a farinha) também podem prejudicar.

Prevenção

Para prevenir a má digestão é preciso manter hábitos saudáveis e apostar em uma dieta equilibrada. Uma rotina de exercícios também ajuda a manter o funcionamento digestivo.
Determinados alimentos e também chás ajudam o sistema digestivo a trabalhar melhor. Confira alguns deles.

  • Fibras

As fibras prolongam o tempo que o alimento permanece no tubo digestivo, ajudando na digestão. Entre os alimentos ricos em fibra destacam-se arroz integral, aveia, cereais, frutas, legumes (brócolis e couve) e ameixa.
Como a ameixa tem determinados ácidos, além das fibras, a fruta possui potencial laxativo, que ajuda a melhorar o trânsito intestinal.

  • Gengibre

O gengibre auxilia na secreção gástrica e tem um poder anti-inflamatório natural. Assim, auxilia na digestão e ainda melhorar a sensação de queimação, dor e náusea.

  • Mamão e abacaxi

São frutas que possuem enzimas que auxiliam na digestão de proteínas. Nutricionistas indicam o consumo dessas frutas logo após a refeição.

  • Chá verde

Protege o fígado devido ao efeito antioxidante e capacidade anti-mutagênica. A recomendação é que se consuma de quatro a cinco xícaras por dia.

  • Chá vermelho

Acelera o metabolismo e favorece a redução do colesterol, facilitando a digestão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *